Tal qual a propaganda na beira da estrada, em São Luiz do Paraitinga, a simplicidade desse alambique esconde uma joia preciosa. O nome Mato Dentro é referência ao bairro rural onde fica localizado o Sítio São Paulo, local de produção de uma das mais icônicas cachaças do Brasil. É um daqueles refúgios onde o tempo parece parar e a mente divaga em contemplação.


Ali, rodeado pelas belezas da Serra do Mar, o advogado e aposentado Manoel Rômulo Cembranelli descobriu os prazeres afetivos da ciência etílica quando começou a pequena produção artesanal, em 1986. Na época, o fundador da Mato Dentro tinha 60 anos e nunca havia destilado cachaça. A princípio, a ideia era fabricar uma “desculpa de qualidade” para se reunir com os amigos e saborear uma boa conversa. No fim, a brincadeira virou a alma da própria criação.


Com uma personalidade despretensiosa, a Cachaça Mato Dentro conquistou o paladar dos maiores especialistas do país. “Seo” Rômulo, como era carinhosamente chamado, faleceu em 2019, aos 94 anos, deixando um legado de trabalho e amor pela cachaça que têm sido mantidos com a mesma dedicação pelos filhos e netos. Hoje, a destilaria produz seis rótulos, tem diversos prêmios, várias histórias para contar – como seu fundador gostava – e muitas novidades fermentando.

A Mato Dentro é uma cachaça de alambique que reverencia a terra. Simples e forte, como os trabalhadores representados em seus rótulos. Com uma produção anual de 20 mil litros, a pequena destilaria acaba de alcançar a autossuficiência em cana e tem investido fortemente em modernização e diversificação do portfólio. “Estamos aperfeiçoando alguns processos, criando outros produtos e ampliando as madeiras usadas para conquistar novos públicos, sem deixar de lado a tradição”, disse o neto do fundador, Daniel Cembranelli.

Cachaça Mato Dentro Premium Prata 900ml

R$58,00
Esgotado
Cachaça Mato Dentro Premium Prata 900ml R$58,00

Tal qual a propaganda na beira da estrada, em São Luiz do Paraitinga, a simplicidade desse alambique esconde uma joia preciosa. O nome Mato Dentro é referência ao bairro rural onde fica localizado o Sítio São Paulo, local de produção de uma das mais icônicas cachaças do Brasil. É um daqueles refúgios onde o tempo parece parar e a mente divaga em contemplação.


Ali, rodeado pelas belezas da Serra do Mar, o advogado e aposentado Manoel Rômulo Cembranelli descobriu os prazeres afetivos da ciência etílica quando começou a pequena produção artesanal, em 1986. Na época, o fundador da Mato Dentro tinha 60 anos e nunca havia destilado cachaça. A princípio, a ideia era fabricar uma “desculpa de qualidade” para se reunir com os amigos e saborear uma boa conversa. No fim, a brincadeira virou a alma da própria criação.


Com uma personalidade despretensiosa, a Cachaça Mato Dentro conquistou o paladar dos maiores especialistas do país. “Seo” Rômulo, como era carinhosamente chamado, faleceu em 2019, aos 94 anos, deixando um legado de trabalho e amor pela cachaça que têm sido mantidos com a mesma dedicação pelos filhos e netos. Hoje, a destilaria produz seis rótulos, tem diversos prêmios, várias histórias para contar – como seu fundador gostava – e muitas novidades fermentando.

A Mato Dentro é uma cachaça de alambique que reverencia a terra. Simples e forte, como os trabalhadores representados em seus rótulos. Com uma produção anual de 20 mil litros, a pequena destilaria acaba de alcançar a autossuficiência em cana e tem investido fortemente em modernização e diversificação do portfólio. “Estamos aperfeiçoando alguns processos, criando outros produtos e ampliando as madeiras usadas para conquistar novos públicos, sem deixar de lado a tradição”, disse o neto do fundador, Daniel Cembranelli.